sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Não choro por você!

Eu não choro por você!
A vida me ensinou a em vão não sofrer...
É eu não choro por você!

Não tenho ódio no coração...
Mas nem por isso pense que tens meu perdão!
Se me procurar pode correr o risco de me ver andar na contra-mão!

É eu não choro por você!
Estou apenas protegendo meu coração!
Se não te procuro é para não ter nenhuma ilusão...
É eu não choro por você!

Mas também acho que estou perdendo por ti a afeição!
É a vida mostra por quem vale a pena perder tempo...
Isso faz com que eu não fique me matando em lamentos!
É a dura realidade é que por você eu não choro não!

Thays Lima

web analyticsSite Meter

terça-feira, 25 de agosto de 2009

Desculpe-me!

Desculpe-me por gostar tanto...
Você é um anjo que chegou derepente e foi iluminando minha vida...
Com você por perto ela deixou de ser vazia!
Para mim você é como um encanto!

Desculpe-me se te magoei com a minha confusão!
Mas é muito triste não ter seu coração!
Desculpe-me se eu deixei a desejar...
Mas eu não queria de novo com lágrimas me encontrar!

Na verdade eu queria te manter em segredo...
Devido ao tamanho do meu medo!
Mas derepente eu percebi que tudo poderia se flores...
Se a ti eu revelasse meus amores!

Thays Lima

web analyticsSite Meter

domingo, 16 de agosto de 2009

Ela se despediu de longe, no silêncio de uma noite fria. Ele percebeu que era um adeus, e quando a brisa enluarada tocou sua face ele sentiu que ela o beijava pela última vez.

PS:Esse é o final do meu livro, se algum dia eu escrever um!

Silêncio!
O amor dorme ao lado da solidão, qualquer barulho pode afugentá-lo do seu coração!

Não é mais você que me interessa!
Você não notou?
A poesia não anda mais dispersa!
Acho que enfim o sentimento se calou!
É dessa nova vida que eu tenho pressa!


(Thays Lima)

Tenho muita pressa, mas nesse instante somente a poesia me interessa!

Eu sou um punhado de versos retorcidos que não fazem nenhum sentido!

Eu sou o que amo, e não o que escrevo!
Também não sou delimitada pelo meu medo.

Nem sempre eu sou como me pareço, e esse é o maior defeito, não só meu mas de todo ser humano!

Sou um ser livre, poético, pensante e às vezes amante!

Nada me traduz, minha beleza nem tanto reluz...
Eu sou aquilo que me seduz, e nenhum verso diria a ti o que nesse mundo me conduz!


(Thays Lima)


Certos dias a inspiração é tamanha que daria para escrever um livro!

Versinho inspirado em um brincadeira poética em uma comunidade!

O paraíso não tem tempo é o agora...
Essa rocha cristalina que nos cerca é nossa memória...
O viver nos enche de glória!
Por isso o paraíso não tem tempo é o agora!


(Thays Lima)



[gray][b]Não se esforce em me perder, isso é muito fácil: Porque eu sou como o vento, da mesma forma que vem vai embora deixando somente a calmaria!
Se você me afugentar eu demorarei a voltar!
E talvez eu nunca volte![/b]

O jardim quando não cultivado não produz flores, o mesmo acontece com o coração e seus amores!

[i]Vou fechar meu coração...
E rifa-lo num leilão!
Pois quem paga, sempre dá mais valor!
Mesmo que não se tenha amor...
Chega de desencantos...
A vida é muito bela para se viver aos prantos!

[i][purple][b]Vou fechar meu coração...
E rifa-lo num leilão!
Pois quem paga, sempre dá mais valor!
Mesmo que não se tenha amor...
Chega de desencantos...
A vida é muito bela para se viver aos prantos![/b]

(Thays Lima)

[gray][b]E mesmo ciente de todos os meus erros só posso dizer-te que ainda há muito amor em mim, o suficiente para esperar você decidir sua vida![/b]

Um anjo perdeu as asas por aqui!
Não sei ao certo se ele de novo me verá sorrir!
Só sei dizer que foi lindo o que eu senti!

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

...

Derepente as lágrimas rolam em minha face...
Não sei ao certo porque...
Não deveria ter motivo!
Eu não gosto...
Ou será que eu não queria gostar?

Tanto faz já não importa mais!
Gostar ou não gostar...
Nada vai mudar!
Eu só não queria chorar mais...

Thays Lima

web analyticsSite Meter

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Cansei de dores!

Não quero saber de flores...
Muito menos de amores!
Cansei dessas dores!

É no final sempre morrem as flores!
E vão embora os amores...
São realmente tristes dores!

Neste momento queria te ter no esquecimento...
A memória não devia ter mais de ti nenhum conhecimento!
No momento eu caminho de olhos fechados para não ver meu tormento!

(Thays Lima)

web analyticsSite Meter

Onde estou!

Onde eu estou!
Não estou aqui...
Cansei quero sumir!
Estou em algum lugar...
Somente a poetar!

Não estou lá...
Os versos surgem sem parar!
Não estou nem ai...
Mas não quero te ver partir!

Não estou cá...
Muito menos acolá...
Estou somente a sorrir!
Esperando o que há de vir!

(Thays Lima)

web analyticsSite Meter

Se quer ir...

Se quer ir embora da minha vida vá...
Só não me faça perder por ti a simpátia!
Belas amizades também trazem alegria!
Se que ir vá!

Mas deixe cá o amigo!
Aquele que não tem nenhum compromisso...
E é feliz porque eu existo!

Vá leve seu amor...
Descubra que em outras também exite uma fina flor!
Despreze quem te deu um sincero amor!

Mas deixe cá o amigo!
Aquele à quem eu posso pedir abrigo...
Se quer ir vá!
Só se lembre que eu não estarei lá pra te consolar!

Thays Lima
web analyticsSite Meter

domingo, 9 de agosto de 2009

Deixaremos algo claro aqui então:

1- Existiu alguém que eu costumava chamar de anjo?
Existiu sim, eu não sei dizer se eu o amei, ou se foi tudo uma tremenda falta do que fazer, ligada ao fato de que eu não tinha alguém para dedicar meus versos!

2-Esse amor que eu declamo aqui é real?
Não, e hoje isso é uma tremenda confusão, e devido as pessoas acreditarem que sou um ser desequilibrado por causa desses versos estou me limitando nas poesias. Eu sei que não deveria fazer isso, pois a vida só é bela se soltarmos as amarras e nos tornamos seres livres, caso contrário não é vida é uma prisão. Qualquer forma de aprisionamento ou limitação torna a vida infeliz.
Bom mas ultimamente o meu tempo anda limitado também, e não quero aumentar mais ainda esse rolo todo.
Há pessoas nesse mundo que acreditam que esse cara que era o tal anjo é o motivo da minha existência e que eu choro por ele todos os dias, um erro comum nas pessoas que passam por aqui e lêem tantos versos "apaixonados".
Eu devia ter escutado um certo alguém no começo disso tudo e ter usado um pseudônimo assim eu não teria que lidar hoje com essa ignorância alheia!
Se quiser entender melhor isso tudo leia o poema intitulado: Nota de falecimento, é este poema que delimita o sentimento real do irreal, antes dele tudo era realmente o que eu sentia, depois dele os versos surgem e eu escrevo, e o coração anda vazio de tais sentimentos desde então. Não existe paixão por ninguém, pelo menos até este momento não, eu sou um ser livre e amo ser assim!

3- Eu dou algum valor ao que escrevo aqui?
Dou sim. são meus versos, alguns são até muito bonitos e inspiradores.

4-Continuarei a escrever?
A escrever com certeza, mas não sei se irei publicar o que escrevo se as pessoas continuarem a tentar interpretar minha vida pessoal por estes escritos!

Que fique bem claro: - Eu não sou o que eu escrevo, e muito menos o que você pensa de mim!

(“•.¸(`“•.¸ ¸.•“´)¸.•“)
«`“•.Thays Lima.•“´»
(.•“´(¸.•“´ `“•.¸)`“•.)

MSN:thayssl@hotmail.com

web analyticsSite Meter

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Não mais sentir!

Sentimento tú fugiste de mim...
E não me avisou que era este o fim!
Qual a razão em não mais sentir?
Não sei, é melhor nada sentir!

Sonhando em compartimentos vazios...
Eu sinto um calafrio...
Não sei se é a falta do sentir,
Ou se derepente é o meu discernir!

Cansei das coisas velhas...
Não tenho mais aqueles sentimentos...
Muito menos os tormentos!
Chega de volta a calmaria.
Dessa vez vêm trazendo alegria!

Mesmo sem nenhuma companhia...
A vida se mostra bela enquanto os sentimentos ela silencia!

Thays Lima

web analyticsSite Meter

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

O amor não morre...
Os sentimentos se transformam!
E tudo toma sentido nessa sua forma!
O amor não morre!

O amor esta aqui...
Junto de mim a me fazer sorrir!


Ao entrar aqui você é livre para pensar o que quiser!
E eu não me importo com o que você pode vir a pensar de mim!
A mente é livre as pessoas são livres, só lembro-te que um livro não deve ser julgado pela capa!
Eu não sou o que escrevo!
E meus sentimentos as vezes se perdem nas entrelinhas, mas só as vezes!