quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Nobre sentimento...

Tenho em mim um nobre sentimento...


Desses que trazem ao coração um alento!

Descubri a pouco com o vento...



Essa brisa batendo em meu rosto...

Esvoaçando meus cabelos!

Descubri contigo um nobre sentimento...



Um nobre sentimento...

Foi embora todo o tormento!

Só restou em mim esse novo sentimento!
 
(Thays Lima)

domingo, 27 de novembro de 2011

Poderia?

Eu poderia te amar...


Deveria por ti me encantar...

Seria tudo perfeito!

Pois ao amor temos direito!



Eu poderia me apaixonar...

Por cada sorriso que em mim tu dispertas!

Eu deveria me apaixonar!



Eu poderia amar esses seu olhos...

Hora verdes, hora azuis...

Hora cor de tempestade!

Eu deveria amar seus olhos!



Aah coração...

Seria tudo tão perfeito!

Porque?

Eu te pergunto porque não se apaixonar?



sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Licença

Sr. português eu peço licença!


Licença para escrever meus versos de forma erronea!

Licença poética?



Essa mesmo, que doem aos ouvidos...

Essa que faz nossos olhos gritarem de desepero,

Quando lemos algo assim errado, digamos!



A sr. português, os versos estão bonitos...

Perdoe-me por maltratar vossa excelência!

Não é que eu não te dê valor...

Eu apenas peço licença!



Esse diabo dessa licença...

Que possibilita que eu escreva assim...

tão errado!

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Mais que palavras

Sinceros momentos!


É preciso mais que palavras...

É necessário sentimentos...



É uma questão de necessidade!

Necessita-se de mais que palavras...

É preciso cumplicidade!



Cultiva o silêncio!

Tuas palavras não bastam...

Não me dão um alento!



Não me encanta mais...

Palavras tornam-se desnecessárias!

De atitudes eu quero mais!



Cansei das palavras...

Viver é mais...

Do que dizer...

Algumas poucas palavras!



Sentir é mais...

Do que declamar...

alguns poucos versos!

Palavras não me bastam!



Preciso de mais que palavras!

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Silêncio

Nada mais nobre!
Nada mais lindo...
O silêncio tudo encobre!

Silência-se o sentir...
Mais fácil que partir!
Silência-se o falar...
É sempre mais fácil calar!

Silêncio torna nobre a solidão...
Deixa o pranto contido...
E afasta de ti a ingratidão!

Só o silêncio consola...
Esse pobre coração!
Silencia-se de tudo...
Mas não perca a razão!

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Sem importancia

De repente descobre-se...


Não tinha importancia!

Ele não era tudo...

Na verdade não significava nada!



De repente nota-se:

Tudo esta indo muito bem!

A vida segue alegre!

Os dias são felizes!



De repente vê-se que:

Não faz falta...

Não faz a mínima diferença!

O sentimento a muito se perdeu!



Era alguém sem importancia!

Alguém que virou uma vaga lembrança!

Dessas que surgem na memória,

e depois somem sem esperança!

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Seu ultimo poema...

Se diz assustado com meu ciúmes...


Surprezo com meu sentimento...

Despertou em mim, o mais profundo sentimento!

Dedica a mim versos de que quer REVIVER



Outras acreditam que os versos são delas...

Te digo que seus versos me parecem cantadas coletivas!

Perante a isto tu foges...

Diz que não era bem aquilo!

Brinca comigo, como a um fantoche...



Diz que escreve o que não quer viver...

Desculpe-me mas quem escreve, o faz por um motivo!

Não sei qual era a sua intenção...

Acho que essa realmente era magoar meu coração!



Mas que fique bem claro:

Só venha se for para ficar!

Só me procure se for pra valer!

Só me admita em sua vida se for para fazer de mim a ÚNICA...

Chega de me dar decepção!



Cansei de viver na contramão...

Preciso cuidar do meu coração...

Seja contigo ou não!



PS: Você matou em mim, toda e qualquer possibilidade de um nobre sentimento!

08-11

Dia da pior perda em 1993...


Dia que precede a minha data de nascimento!

Dia em que eu definitivamente só tenho lamentos!



Todo ano nesse dia eu tenho um ritual...

Lembro...

Choro...

Tento esquecer...

Dos amores que tive...

E dos que ainda vou ter!



Ninguém substitui...

Alguém se aproximou muito disso...

Porém resolveu que me magoar era mais fácil do que amar!

Não adianta...



Ninguém vai ocupar o seu lugar...

Lembro do seu sorriso, a me animar!

E quanto mais eu lembro mais me ponho a chorar!

Cadê você agora para me abraçar!



Ainda lembro...

Desses seus calebos louros...

Olhos castanhos penetrantes...

Sorriso de moleque...

A voz tenre e macia, que só me trazia alegria!



Lembro de ti...

E me ponho a pensar...

Será que algum dia nessa imensidão...

Eu ainda hei de te encontrar?



PS: Tenho muitas saudades de ti: Rafael Gustavo Guimbarski (Piléu)

De 23-05-1975 á 08-11-1993

domingo, 6 de novembro de 2011

Pra que?

Pra que me procurar?


Meus sentimento dispertar?

Se não é pra sentir...



Pra que fazer tanta questão em mostrar?

Se não veio pra me amar!

Pra que me fazer perder tempo?

Se não quer viver comigo nenhum sentimento!



Pra que me incomodar?

Pra que perturbar minha paz?

Por que não me deixou quietinha no meu canto?

Hoje tudo se tornou em pranto!



De novo por você eu me pus a chorar...

Pra que tanto me machucar?

Se não for par me amar,

Sinceramente nem apareça!

Meu segredo

Seu olhar encantador...


Acalma minha dor!

Seu sorriso,

Novamente ilumina meu caminho!



Aah coração porque sofre nessa indecisão...

De quem gostar?

Pra quem o coração entregar!



Não tenho amor nenhum...

Apenas um encatamento,

Me encantei por seu sorriso!

Para o meu coração você é um alento!



Baixinho aqui sussurro seu nome...

Soa como uma simpatia...

Para meu coração você devolveu a alegria!

E eu nem ouso aqui deixar seu nome!



És meu segredo...

Eterno segredo,

De um anoitecer primaveril...

Meu coração naquele dia tu seduziu!

Novo Amor

Ele trouxe de volta a poesia...


Os versos sonoros...

Belos...

A nobre poesia!



Ele fez surgir um sorriso,

em meio a lágrimas...

Ele fez brotar esse sorriso!

Esse que hoje carrego em minh'alma!



Esses olhos que me tiram o sussego...

Essa voz que me estremesse toda, tira minha calma!

A é amor, e se não for?

Deve sim ser um novo amor!

sábado, 5 de novembro de 2011

Caminhando

Ela segue caminhando...


Não esta alegre e nem cantando!

Apenas caminhando!



Pelo menos dessa vez não esta chorando!

Ela esta à procura de um amigo...

E continua então caminhando!



Hora ou outra para alguém ela pede abrigo...

Mas no essencial continua caminhando!

Ela cansou de correr perigo!



Neste momento prefere apenas continuar caminhando!

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Lamentos...

Eu não sei porque eu sempre tenho que me aproximar...


Se você insiste em sempre meu coração magoar...

Você tem o dom de me fazer chorar...

A cada verso seu uma lágrima minha se põem a rolar!



Triste pesar...

Estou aqui de novo a me lamentar!

Eu cansei de muito chorar!

Quero algo novo a me contentar!



Eu queria mesmo, era a poesia deixar...

Deixar de lado os lamentos...

Esquecer que no mundo existe sentimentos!

Queria deixar de sentir!

Para novamente meu coração se por a sorrir!

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Para existir o amar

Quando perceberes o quanto te amei...


O quanto chorei...

O quanto por ti esperei!

Podera ser tarde...



Tarde para se retomar o que não foi vivido...

Tarde para o amor ser exaltado...

Podera ser tarde, por que a muito por ti tenho esperado!



Eu sigo a muito tempo te amando...

E você sempre sai por ai meu coração magoando!

As vezes cansa-se de tanto gostar...

É preciso retribuição para existir o verbo amar!
Quando perceberes o quanto te amei...
O quanto chorei...
O quanto por ti esperei!
Será tarde...

Será tarde para se retomar o que não foi vivido...
Será tarde porque o sentimento me foi negado!
Será tarde porque hoje tenho um coração amargurado!

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Recomeço

Sabe eu mereço...


Um doce recomeço!

Confesso não esqueço...

Mas desejo em mim um recomeço!



Mas é um novo começo!

Deixei de lado as tristes poesias...

Cansei dessa nostalgia!



Lá fora o dia brilha...

A vida ainda me espera cheia de maravilha!

Eu mereço um nobre recomeço!

Se tens sentimentos eu desconheço...



Mesmo neste momento de agonia...

O que não falta é poesia...

Triste, ele nem sequer se importou...

Enfim agora realmente acabou!



Eu recomeço...

Com medo...

Com insegurança...

Mas agora tenho estampado na face aquele sorriso de criança!

E conservo em mim um mundo de esperança!

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Mudança

O que muda?


O sentimento?

O respeito?



Mudou tudo...

O jeito de olhar!

A vontade de ter perto...

Mudou algo em mim!



Alguma coisa que me deixou assim...

com rimas tortas!

Cabisbaixa!



O seu respeito mudou...

Eu pedi...

Você não se importou!

Algo em mim com isso mudou!



Mudou a vontade...

Que não esta mais presente!

Mudou o ponto de vista...

Não quero alguém tão ausente!



Mudou tudo...

O coração ainda sente!

Mas os olhos mentem...

Não quero!



Cansei...

Eu mudei!



Tudo muda...



Sempre muda!



sábado, 22 de outubro de 2011

Sentir...

Rasguei o verbo sentir...
Deixei de lado aquela velha paixão!
Deixo agora os pensamentos fluir...
Preservei meu nobre coração...
Com a presença da solidão!


Dei asas a imaginação...
Hoje não vivo em vão!
Rasguei o sentir...
Joguei fora as lágrimas!
Deixei de por ti sentir!
Guardei as Magoas...


Definitivamente rasguei o verbo sentir!

(Thays Lima)

web analyticsSite Meter

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Foge de mim

Foge da minhas mãos entregrar a ti esses versos...


Foge de mim qualquer atitude!

Você me faz sentir em plenitude!

Porque me deixas assim sem ação?

Você anda conquistando meu nobre coração...



A se ao menos você soubesse...

Melhor calar!

Deixar o sentimento sufocar...

Seguir cantando, e alegrando o coração!

Tudo não passa de um amor de verão!



Foge de mim qualquer atitude...

Ou qualquer coisa assim!

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Meu coração...


Dedico a ti meu coração...
Não se preocupe...
Ele é seu!
Todo seu meu coração!

Para que se desgastar...
Para que meus comentários para outro apagar!
Você tem meu coração...
Basta perceber...
É só enchergar querer!

É todo seu meu coração...
A outros eu dedico poesia...
Sentimentos que somem em meio a tarde vazia!
A Você eu dedico meu coração!

É todo seu basta vir buscar!

(Thays Lima)

web analyticsSite Meter

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Altruismo


Um dia verá...
Sentirá...
E perceberá!

Que o mandei embora por amor!
Não cabe a mim te prender a um sentimento...
Mesmo que isso cause é dor!
Foi por amor...
Não é um lamento!

Veras...
E entenderas...
O que sente meu nobre coração!
Que escolheu sofrer...
Para te ver sorrir...
É lindo o meu sentir!

Arrenpendida eu?
Posso até estar...
Mas não direi...
Não procurarei...
Não lamentarei!

Tenho certeza que em breve feliz eu te verei!
Te devolvi suas asas...
Adeus amor!

(Thays Lima)










web analyticsSite Meter

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Fim...

Eu de fato não sei se você queria ir embora, ou se queria ser mandado embora assim como eu fiz, mas eu sinto que é a hora de te deixar livre, vá viver com quem tiver que ser... 

Eu realmente não sei o queres de mim...


Fim... 
Chega de desperdiçar sentimentos... 
Tudo é fadado ao fim! 
Apenas agora chegou seu momento... 
É tudo uma imensa perda de tempo! 

Chega de tentar enganar... 
Deste negócio de se aproximar! 
Acabaram as chances... 
Esta em mim tudo acabado!

Declaro eis que então o fim... 
Fim do sentimento!
Fim do lamento...
Pobre de você se ainda tem esperança... 
Este realmente é o fim! 
O fim para mim! 
(Thays Lima)

web analyticsSite Meter

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Desiludir

Desiludir o coração...


Melhor viver na solidão!

Do que de imaginação!



A necessidade da realidade faz-se presente...

A todo estante...

Não me importa mais o que sente!

Melhor mentir...

Desiludir o coração



O primeiros passos serão difíceis...

Mas logo eu volto a caminhar!

Desiludir...

Não mais chorar!



Cansei de penar!

Impossível amor querer te dar!

Melhor eu ir...

E meu coração desiludir!



Não tenho mais paciência para te esperar!

Cansei de meu coração aprisionar!

Vou desiludir...

Chorar até acabar!



PS: É preferível deixar todo sentimento impresso em versos, do que deixá-lo me afetar, por isso escrevo, somente para externalizar o que poderia muito me machucar!

domingo, 9 de outubro de 2011

Vazio

Desmoronei...


Chorei...

Acalmei...

Cansei!



Só restou o vazio!

E um imenso calafrio...

O coração está vazio!



Luar...

Que outra hora me fazia sonhar...

Porque agora deixa tudo vazio?

Não sobrou esperança...



Nem uma migalha...

Chega uma hora que a gente cansa!

Mas ficou o vazio...

E aquele calafrio...



Na memória...

Um assovio...

De quem fez história!

Porém deixou um vazio!

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Sem choro

De manhã ela acorda e pensa: - Não vou chorar!


Ninguém merece tanto dolo!

O sofrer não cabe mais no seu coração!

Nesse momento ela acha que ele nunca mais terá o seu perdão!

Eis que não chorar mais ela decide então!

O dia vai passando, inúmeras tarefas a realizar, ela nem teve tempo de lembrar!

A noite chega, e ela pensa nele, mas lembra da promessa e se controla, ela consegue ficar sem chorar...

Após há quase 15dias dela não conseguir controlar, agora ela esta conseguindo não chorar...

Então derepente ela pensa, o próximo passo será sorrir...

Mas como pode ela ainda sorrir, se tem todo esse sentir?

E derrepente descobre ela que ele está agora para outra a mentir, disse que é ele quem está a sofrer, quanta presunção!

E então ela pensa: - Ele sofre porque nunca deu valor ao que sentia meu coração! Ele realmente não me merece não.

Ela não quer mais esse sentir, decidiu que se preciso for irá até sumir!

Porém derepente aperta a saudade, a lembrança dos sorrisos compartilhados, da alegria que outra hora era dividida, porém ela vê que tem outra em seu lugar, e assim ela continua com a única decisão tomada, aquela de não mais chorar!

As palavras pesam, tem necessidade de descontar a mágoa, mais ela se controla, porque cada vez que algo escreve ela deixa lá um pedaço do seu coração, ferido, machucado, estilhaçado!

Até que então o sentimento não cabe mais em si ela não se controla, e percebe que para tudo tem sua hora, e essa é a hora dela, simplismente senta e chora, é hora de esquecer aquele que nunca à irá merecer!

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Encerramento

É chegada a hora de um ciclo se encerar ...


A vida clama por mais viver!

Foi um tremendo desprezo com o verbo amar!



O cansaço se faz presente!

É chegada a hora de abandonar o sofrer!

Mesmo que o amor em mim esteja ausente...

E que a muito tempo não exista o sofrer!



Chegou a hora do encerramento...

Foi um grande desperdicio de sentimento!

Não, não tem lamentos!



Não sobraram lágrimas...

Apenas morreu em mim a esperança!

Não espero nunca mais te encontrar!

Olho para frente e vejo um outro alguém por mim esperar!



É chegada a hora de um novo ciclo começar!

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Você...


Mais um alguém na multidão!
Te olho de longe...
Já sinto o palpitar do meu coração!

A esses olhos...
Que são belos,
me abordaram na nebulosa noite...
Foi sob o luar!

Aah o luar...
Esse luar que faz minh'alma dançar...
Luar que me facina...
Minha empatia por você triste sina!
Culpa do luar!

Você que possui olhos "brasileiros"...
Dentre tantos aqui é mais um guerreiro!
E eu aqui querendo rabiscar a arquitetura do seu coração!
Por entre prédios a analisar...
Por entre escombros a desmoronar...
Só lembro do seu sorriso sob o luar!

Você que foi me abordar...
Trite sina por ti fui empatizar!
Aah aquele que não tem a simpatia...
Mas naquele final de tarde sorria...
Tudo aconteceu sob o luar!

(Thays Lima)



web analyticsSite Meter

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Gostar...

O que seria gostar?
Gostar é quando alguém fica ansioso a te esperar...
É quando não vê a hora de a sua voz de novo escutar...
É quando alguém acorda de madrugada somente para te parabenizar!

É gostar...
É quando você não consegue ficar longe...
É quando a saudade aperta...
É quando da solidão você disperta!
É Gostar...
É quando alguém só quer te ver sorrir...
É quando você é lembrada antes de dormir...

É gostar não é amar...
Eu gosto...
Poderia amar...
Mas apenas gosto!
E o amor?
Ainda estou procurando!
Um dia hei de encontrar o doce sabor...

(Thays Lima)

web analyticsSite Meter

Vamos falar de abandono...

Abandone os sentimentos que não lhe servem mais...
Abandone tudo que é capaz!
Não se encante novamente pelo sorriso daquele rapaz!
Inútil se perder por quem tira sua paz!

Abando-se se for capaz!
Abandone a tristeza...
Dê vazão a beleza!
De tristeza não se encha mais!

Abandone tudo que for capaz...
Abandone as decepções,
E somente hoje tenha um pouco de paz!

Thays Lima
web analyticsSite Meter

sábado, 24 de setembro de 2011

Quero paz

Cansei de tormentos...


Não quero mais saber de sentimentos!

Quero paz...

Cansei da agonia que você me traz!



Somente a paz para os meus dias...

Quero sorrir novamente...

Como aquele alguém que não mais sente!

Somente a paz me trará alegrias!

terça-feira, 20 de setembro de 2011

O que queres de mim

Não entendi o que queres de mim!


Nunca conheci um ser humano tão complicado assim...

O que queres que eu faça?

De tudo isso as vezes eu acho graça!



O que queres de mim...

Seras que esta tentando ser um novo querubim?

O que queres de mim?



Porque não dizer Adeus?

Porque não dizer que já passou?

Sei que você errou!

Mas o que queres de mim?



Quer meu coração?

Ou só veio atrás de um doce refrão?

Não entendo!

Para que despertar um sentimento adormecido?

Para que colocar meu coração a perigo?



Você some!

E eu te pergunto, para que ser assim?

O que realmente queres de mim?

Tudo isso me consome!



O que queres de mim?

Eu digo Adeus, você me procura com poesia!

Eu digo Adeus, você me procura por mensagens!

E só me causa um grande dúvida...

O que queres de mim?

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Medos ou mentiras

Mentiras?


Ou será apenas medo...

Não sei...

vindo de você eu desconheço!



Desconheço o que acontece contigo...

Não entendo

Porque ter medo?

Seria esse medo apenas uma mentira?



Não sei...

Mas tu consegues despertar a minha ira!

será que tudo isso é só mais uma mentira?

Não sei desconheço!



Eu não sei muito sobre ti...

Mas eu conheço a sua alma!

Eu sou aquela que escuta seus gritos no escuro!

Seriam eles de medo?

Ou mais alguma mentira?



domingo, 18 de setembro de 2011

Deixar?

Naquela noite fria e cinzenta ela resolveu lhe deixar um bilhete que dizia entre outras coisas, eu não consigo te deixar, pelo menos neste momento eu não consigo...
E depois essas palavras não lhe saiam da cabeça, isso tudo lhe causou um imenso tormento. Como é complicado se lidar com sentimentos.
E assim começou a sua reflexão: - Eu não posso te deixar? Isso me causa uma profunda indagação, acredito que foi sem pensar aquele nobre refrão.
Se eu te deixar ir o que acontecerá?
Aah voltaram a me visitar aqueles nobres sorriso, que em outro momento era exatamente tudo que era preciso.
Eu te deixando estou me amando. Amando mais viver, deixando de lado o motivo que tenho para sofrer.
Se eu te deixar agora o que acontecerá? A dúvida pairava sobre o ar...
Derrepente vem uma voz lá de dentro a iluminar o caminho dizendo: - Se você o deixar, deixará de maltratar seu coração!
E ela pensava, e se indagava: - O que fazer. Será que é preciso tanto sofrer?
Eis que então ela chega a uma breve conclusão: - Não preciso do amor dele não.
Aqui eu tenho tudo que preciso, estou rodeada pelos meus amigos, a e tem "aquele", é ainda tem ele que sempre me encanta quando sorri, que fica triste ao ver minhas lágrimas cair...
Melhor eu o deixar ir...
E neste momento então eu te deixo livre para outra sorrir!
Chega uma hora que os sentimentos não devem mais dominar, a razão tem necessidade de falar!
Te deixando eu estou me amando!
Amando mais os meus sorrisos...
Amando ser eu!
Amando o que conquistei quando vim parar aqui...
Quando te deixo: Eu deixo de lado o arrependimento...
Deixo ir embora o tormento!
Deixo de lado todas as mentiras, já que nunca confiei...
Deixo adormecer a minha ira!
Nesse momento ele faz sim é muito mal para o meu coração!
Melhor viver da razão!
Cansei não quero ter mais comigo essa triste emoção!
Ela conclui então, deixarei...
Quando ele me perguntar o porque só terei uma coisa a dizer: - Você me perdeu para você mesmo!
Pelas suas mentiras...
Pela sua falta de atenção!
Por tentar me dar uma ilusão...
Você perdeu, é fez sofrer demais um nobre coração!

Thays Lima


web analyticsSite Meter

Noite ingrata

A noite vem trazendo a lembrança...
E eu lembro como fui tola...
Podia ter te dado uma esperança..

A noite avança a dentro trazendo saudades...
Saudades daquela noite em que eu te disse não...
Saudade da sua insistência...
Até conseguir o que queria com muita paciência!

Aah se não fosse essa sua falta de simpatia...
Meu olhar pra ti novamente sorriria...
Aah se tudo não tivesse sido tão rápido...
Se tivessemos deixado as ofenças de lado!

Aah se não fossem esses "ses"
Tudo poderia ser diferente!
Eu te perdoei...
Mesmo você não sabendo, perdoei!
Queria ao menos poder falar contigo novamente!

A noite ingrata...
Trouxe consigo a lembrança...
Daquele que me excluiu sem esperança!
Essa noite me maltrata!
És deveras uma noite ingrata!
Thays Lima

web analyticsSite Meter

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Melhor pra mim

Melhor assim...


Triste mas melhor assim...

Terei que acostumar a não lembrar mais do sorriso...

A deixar de lado aquele de quem eu mais preciso!



Melhor assim...

Eu queria que você tivesse sido ao menos um querubim...

Mas é melhor assim!

Já que foges de mim...



Melhor eu assim...

Já que nunca te direi o que realmente sente meu coração...

Melhor assim...

Deixar os sentimentos perdidos na imensidão!

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Anjo

Onde está aquele que em outras horas me cercava...


Com encantos...

Despertando sorrisos!



Sinto falta daquele anjo...

Aquele de voz rouca...

Fala tenre e macia!



Aquele que conseguia fazer sorrir um coração cansado...

Que despertava o encando a cada rima!

A meu anjo porque me abandonaste?



Triste vida...

Afastou de mim aquele que tanto me entendia!

Sinto falta da forma como você sorria!



A meu anjo...

Espero que saiba que meu coração lembrará de ti eternamente!

Meu anjo, meu melhor amigo!



PS: Sinto sua falta!

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Sonhos

Sonho com o dia em que não mais haverão:


_ Olhares tristes...

_ Prantos contidos...

_ Sorrisos forçados em meio a multidão!



Sonho com o fim da solidão...

O que será a felicidade?

Sentimento almejado por esse nobre coração!



Sonho com o dia...

Em que lágrimas dos meus olhos não cairão!

Quero o fim dessa agonia...

Sonho com fim dessa solidão!



domingo, 11 de setembro de 2011

Quem cala concente

Já dizia o ditado popular...


Quem cala consente!

Você esta ciente!



Eu estou indo embora da sua vida...

Procuro um abrigo para cicatrizar a velha ferida!

Estou saindo de vez da sua vida!



Quem cala consente...

Estou indo embora!

E disto você esta ciente!

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Acalma coração

Ninguém mandou alimentar novamente essa paixão...


Agora acalma coração...

É triste o amargo sabor da desilusão...

Acalma coração!



Esse poetinha machucou seu coração...

Acalma coração!

É triste mas é melhor do que viver na ilusão!



Tire um sorriso da alma...

Mesmo com aperto no coração...

Coração Acalma...

Não é justo sofrer por ele não!



Não procurarei mais o sorriso...

Nem o conforto!

Deixarei de lado esse dolo!



Procuro um novo caminho...

Mesmo que esse seja sozinho!

Acalma coração...

Logo encontrará uma nova paixão!



Mesmo que esta não caiba em um doce refrão...

Te deixo neste momento de lado...

Mesmo querendo muito estar ao lado...

Suplico Acalma coração!



Como é amargo o sabor da desilusão!



quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Se você soubesse

Se você soubesse o que sente meu coração...
Não se afastaria tanto não!
aah se você soubesse o sentimento que guardo aqui!
Não deixaria esse escapulir!

A se você soubesse...
Se você realmente quisesse!
Saberia o que sente esse coração!
Esse coração não aguenta mais estar tão longe de ti assim não!

A se você soubesse...
Não ficaria tão ausente!
A se você soubesse...

A se você soubesse...
O que sente esse coração,
Não viveria nunca mais triste não!

A se você soubesse..
Se soubesse não brincaria mais comigo não!
Não brinque mais com esse coração...
Que chora por viver sem ti na solidão!

Esconderijo

Aonde você se esconde nos dias frios...


Nos momentos que te dão calafrio!

Nessa mesma hora que não sei se canto ou assovio!



Aonde você se esconde das palavras que não deveriam ter sido proferidas?

Onde se esconder quando começa sangrar a velha ferida?

Aonde você se esconde quando esta com medo?



Onde você guarda os seus segredos?

Aqueles que te metem medo?

Onde se esconder do frio...

Onde se esquivar do vazio?



Esse é meu esconderijo...

Por entre versos...

Nas entrelinhas!

Entre suspiros...

Nas velhas poesias!

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Cansei de chorar

Cansei de todo esse dolo...


Não quero mais o choro!

Deixei o pranto contido...

Para meu coração fiz um abrigo!



Não vou mais me enganar...

Não quero meu amor novamente lhe ofertar!

Eu cansei de ti...

Cansei de tudo que ja vivi!



Só me sobraram as lembranças...

E o coração triste de uma velha criança!

Cansei não quero ter esperança!

Toda essa tremenda ladainha me cança!



Quero ao meu lado alguém em quem eu possa confiar...

Só assim poderei meu coração entregar!

Não quero apenas me enamorar...

Procuro alguém a quem eu possa amar!



Thays Lima

terça-feira, 19 de julho de 2011

Adeus

Se você não percebeu...
Minhas últimas mensagens foram de Adeus!
Não quero nada incerto...
Cansei de não te ter por perto!
Adeus!
web analyticsSite Meter

terça-feira, 17 de maio de 2011

Poema sem nome...

Então ela se desfez dos velhos versos...
Deixou para trás todo aquele punhado de palavras que teimavam se arremeter em poesias!
Ela esqueceu as tristes redondilhas...

Deixou para trás o sentimento...
Agora ela sente algo a incomodá-la...
Algo que ela não sabia que existia...
E apesar disso ainda doia!
Até que enfim em uma tarde fria...
Novamente ela sorria!
Sorria por saber que nada sentia!

Continua...


(Thays Lima)
web analyticsSite Meter

sábado, 12 de março de 2011

...

A verdade é que no final das contas você vai amar aquele sempre te amou e resolveu voltar a fazer parte da sua vida!
Não importa quanto tempo passe, ninguém consegue amar aquele que não o corresponde...

Por mais que o coração tente viver de ilusões, a vida segue em frente
Vamos seguindo, trilhando um novo caminho...

Não sei o que virá nem quantas tempestades iremos enfrentar, só te digo que estou disposta a tentar!

Cansei de deixar o coração me enganar!
Não vejo a hora de você de novo poder abraçar

Thays Lima

Reflexão


web analyticsSite Meter

sábado, 22 de janeiro de 2011

Falta de Inspiração ou de Amor?

Com o tempo as rimas foram sumindo...
Você não me traz mais encanto...
De repente se escondeu todo aquele pranto!

Falta algo:
Será Amor?
 Ou será só uma falta de inspiração?
Cansei de tanto falar sobre solidão...
Foi tudo inútil...
Acredito que você não tem coração!

Acho que falta amor...
É apesar de tantas rimas pra ti...
eu não te amo não...
Falta amor!

Você foi apenas uma doce ilusão...
Que me deixou sem inspiração!
Falta amor...
Estou de volta entregue a solidão!


Thays Lima